Com o propósito de observar com maior clareza os diferentes tipos de lesões da pele, o dermatoscópio é um equipamento utilizado pelo profissional médico para formular uma impressão diagnóstica mais precisa. Este instrumento atua como um microscópio com uma fonte de luz, o que permite observar as formações suspeitas com um aumento que chega até 400 vezes o tamanho real.

No procedimento de dermatoscopia é possível digitalizar a imagem em um computador, obtendo fotografias e criando, também, um banco de dados com todo o histórico da lesão. Esta observação detalhada é feita, principalmente, para verificar e avaliar manchas na pele, sobretudo aquelas com superfícies irregulares. Além dessa irregularidade, são vistas de perto as regiões com contraste de pigmento na busca de características que apontem para o câncer de pele.

Com essa tecnologia é viável, portanto, identificar claramente características de uma anomalia cutânea, seja ela visível ou não a olho nu. Sendo assim, permite um melhor diagnóstico de manchas na pele suspeitas de malignidade, assim como evita a remoção desnecessária.

X